7 de set de 2010

AINDA EM BEIJING - TEMPLO DO CÉU

Hoje vamos saber um cadinho mais sobre o Templo do Céu [em pinyin Tiāntán], outro marco turístico da cidade de Beijing, que se encontra situado no parque Tiantan Gongyuan, um pouco ao sul do eixo central da cidade.

Templo do Céu
Foto daqui: Tongda Travel
O Templo do Céu era o lugar onde os Imperadores - considerados 'filhos' dos céus - veneravam o 'Paraíso' e pediam em suas orações pelo bem estar do seu reino e por colheitas fartas.

Construído em 1420 [o 18º ano do reino do Imperador Yongle, da dinastia Ming], e depois expandido e reconstruído durante o reinado do Imperador Jiajing [ainda dinastia Ming] e do Imperador Qianlong [dinastia Qing] respectivamente, o Templo do Céu é uma grandiosa obra de arte arquitetônica chinesa, sendo considerado o maior complexo arquitetônico de adoração do mundo, e por esta e outras razões, está na lista dos patrimônios mundiais da UNESCO desde 1998.

Mapa do Complexo do Templo do Céu
Mapa daqui: Kinabaloo
A parte norte de seu muro é semi-circular, enquanto que a parte sul é quadrada, fazendo assim uma referência à simbologia antiga de que o céu era redondo e a terra era quadrada. O muro duplo em torno do templo, o separa em duas partes: externa e interna, sendo que esta última acomoda a estrutura principal.


Sala de Oração Pelas Boas Colheitas
Foto daqui: MySpace de Even Castles
Uma das edificações mais iconográficas do complexo do Templo do Céu é a Sala das Orações pelas Boas Colheitas [Hall of Prayers for Good Harvests]. É uma construção circular, com 30m de diâmetro e 38m de altura, erguida sobre 28 pilares de madeira, sendo cada um deles um tronco de uma única árvore. Alías, a Sala é toda construída em madeira, sem o uso de um único prego. Os 4 pilares que contornam o círculo central representam as 4 estações do ano. Já os 12 pilares do círculo médio, representam os 12 meses do ano. Os 12 pilares do círculo externo representam as 24 horas do dia, ou 12 ShiChen [a China antiga, um ShiChen era equivalente a 2 horas, de forma que uma dia completo era dividido em 12 ShiChens]. Este edifício foi destruído por um incêndio em 1899 e posteriormente reconstruído.

Altar do Céu
Foto do Edmundo
Outra construção marcante do complexo é o Altar do Céu [Altar to Heaven]. Ele fica na área externa e se conecta à Sala da Oração pelas Boas Colheitas por uma trilha de pedras e ladrilhos. Construído em 1530, o altar é composto por três terraços circulares concêntricos, em níveis crescentes, da extremidade para o centro, rodeados por varandas de mármore branco. Cada terraço se conecta ao seguinte por um lace de escadas com 9 degraus, uma vez que os chineses consideram o número 9 um número de boa sorte. A acústica especial do lugar permite que quem fale do centro do altar, tenha sua voz projetada de forma a ser escutado por todos os presentes.

Outro point do Templo do Céu é a Abóbada Imperial do Céu [Imperial Vault of Heaven]. A abóbada é meio que uma réplica menor da Sala das Orações, rodeada pelo Muro do Eco [Echo Wall], este uma singular construção circular, de cerca de 60 metros de diâmetro. Ele foi construído de tal forma que  uma pessoa pode falar algo junto de sua parede em um ponto, e sua voz será ouvida claramente do lado oposto da construção.

Estes são apenas alguns dos destaques do  complexo do Templo do Céu, e teremos muito  mais o que explorar. Tomara que tenhamos tempo! Até mesmo porque ele é bem maior que a Cidade Proibida, com aproximadamente 2km de extensão, de norte a sul, com uma área de mais de 2 milhões de metros quadrados! O parque do Templo do  Céu durante as dinastias Ming e Qing era área de acesso exclusivo do Imperador e sua corte, sendo considerado área proibida para o povo. Hoje o parque 'ferve' o dia inteiro,  inclusive se chegarmos pela manhã cedinho teremos a oportunidade de ver práticas de Taiji, aposentados jogando xadrez chinês, e muitas outras atividades rolando por lá.
Fontes:
Edmundo e seu Picasa
Even Castles e seu MySpace
Eyewitness Travel - China [DK, 2010]

3 comentários:

Sales disse...

Sora,

Como sempre fantástico! O templo é lindíssimo e o que passamos a saber sobre ele agora só faz crescer a vontade de visitá-lo! Parabéns mais uma vez! E obrigado por nos agraciar com um local concentrado de informações.

Sugestão: tem um templo em Louguantai - segundo informado pelo Magno - que congrega, ou possui arquitetura - de três religiões. Se não me engano são o Confucionismo, Taoísmo e Cristianismo. Estive pesquisando desde sábado mas não consegui descobrir exatamente qual é. Pois bem, segundo o Magno vamos visitar esse templo. E em matéria de templos a visitar esse é o que mais me atiça a vontade justo por causa das três religiões em um templo só. Será que conseguimos descobrir qual é e tentar colocar algo no blog a respeito? Vou tentando...

Mais uma vez parabéns, obrigado e abraços.

Sora Soralina disse...

Pois é Sales...
Lembo tbm deste comentário do Magno... fiquei super curiosa.
Vou procurar tbm.

Bjs, Sora

Sales disse...

Sora,

Ainda não achei nada do templo... Perguntei novamente para o Magno e dessa vez ele disse que não se recordava do nome. Vamos mandar e-mail para ele pedindo para ele "se lembrar" ;-) ???

Abraços.

Att.: Sales.